…Ouve-se ao longe uma explosão, um estampido seco que o atravessa e o mundo… para!

A princípio o medo, a dor e o desespero. Em seguida o silêncio profundo e intenso.
Acabou!

Já não há nada para se carregar e tudo o que era, agora já não importa mais.
Lembra das pessoas e dos problemas, desde o mais simples ao mais complexo e se emociona. Chora arrependido.
Tudo é passado e nada está resolvido, mas ali, naquele momento, tanto faz, ou melhor, tarde demais.
Respira fundo, olha ao redor e se pergunta como tudo aquilo é possível?
Se apega em lembranças e se emociona mais uma vez.
Pai, mãe, filhos, irmãos e amigos, todos queridos à sua maneira, com certeza!
Lembra-se dos desafetos e sorri, quanta bobagem já que a honra é pra quem precisa defender algo ou alguma coisa. A imagem diante de pessoas e sociedade, o ego, os valores e conquistas, uma vida. A que ele acabara de perder já não fazia sentido algum, passou para sempre.
Respira aliviado e, de novo, tudo é possível! Até mesmo aquilo que estava vivenciando.
Respira outra vez e vê o tão falado túnel, talvez a explicação para o fim! O seu fim.
Sente esperança, resolve agir e segue confiante. Em frente para a luz!
Entra nele, sente dor, chora e procura por ela, a voz que o chama.
Admira a sua nova protetora, sua nova guardiã e confia!
De novo com a certeza de que desta vez vai seguir um plano melhor.
Então, se esquece e se entrega ao mundo com o objetivo em mente de ser melhor!
A vida dá corda, seduz e surgem desafios. Ele se envolve e esquece que o objetivo é apenas ser melhor, então começa a desejar e lutar pelo melhor, ser o melhor. Distorce ainda mais e quer ser o melhor a qualquer custo.
Agora, em sua mente desejosa, seu plano é o melhor e segue neste ritmo e se esquece de todos e de tudo que já passara por causa de ganância e prazer. Seu plano segue perfeito e é o melhor, imagina.
Passa por cima, custe o que custar, debocha, se irrita, se atraca e conquista. Mesmo que a força, mesmo que ninguém acredite e nem ele, mas seu plano tem que dar certo.

– Vai dar certo! Grita e esbraveja.
O seu plano? Qual era o plano? Tanto faz, mesmo que distorcido e mais uma vez com inimigos, muitos deles e todos os níveis.

– Tenho um plano e é o melhor! Pensa animado, se gabando de suas conquistas.
O plano segue firme, ele segue cansado. O ódio se instala, a confusão se espalha e…
…Ouve-se ao longe uma explosão, um estampido seco que o atravessa e o mundo… para!

Anúncios