E a próxima carta é para José, uma das quatro figuras que chocou o jovem rapaz:

“Aqui, meditando sobre sua história e seu caminho tortuoso, imagino seu ódio e grito ao vento com igual fúria!

O que há, afinal?! Como pode ser esta coisa toda?

Quem vai lá, no mais alto de todos os céus e o que tens contra nossa gente?!

Maldita seja a vida árdua, triste e todas as merdas que aparecem para nos desafiar, humilhar, nos colocar abaixo.

Só posso entender estes acontecimentos como uma grande maluquice do acaso.

Onde havia alegria e uma expectativa real de um futuro maravilhoso, carinhoso e cheio de amor, agora isto… uma porrada no estômago!!!

– Quem vai lá? Quem é este deus maluco e cheio de mistérios estranhos? Se é que existe algo de verdade! Talvez, apenas coincidências!

Sinto sua dor, José! Desafio dolorido, aflição demais! Pra que e porque você?! Esta era a única maneira em nome de um bem maior?

Se era uma experiência de Deus, porque não foi mais incrível ao colocar seu filho na Terra? Até nas liturgias mais antigas os deuses se mostravam mais incríveis, através de raios, estrondos e dilúvios! Porque não algo mais incrível e poderoso, ao invés de colocar a vida de várias pessoas simples em risco, de maneira tão sem graça e sem grandiosidade alguma? Talvez, graças a este teatro falho e duvidoso, até hoje estejamos assim, vivendo em dúvida e sem muita fé na existência real das divindades!!!

Dedos que apontam, palavras que ferem sua moral, seu bom caráter! História de trama fraca! Ato falho total!

Seu choro e desespero faz todo sentido para mim! O vejo gritar e entendo o desabafo de ódio.

Seja forte… muito mais vem por aí.

Apoie sua Mariazinha, sua linda e querida, mas não me pergunte se tudo vai ficar bem, pois creio que não.

Aceite, algum escritor impiedoso escolheu seu caminho e não será fácil, não mesmo!

Há dores piores chegando, concentre-se em sua profissão e em seus afazeres, pobre coadjuvante da vida.

Te chamarão de corno, otário…  de Santo.

Seja forte! A vida acaba rápido, apenas resista!

Não, eu não sei se suas preces serão ouvidas e nem se há mesmo aquele Deus que você tanto louvava, para te olhar e proteger de perto.

O destino te deu uma rasteira pesada demais! Siga em frente!

Entenda, isto é mais uma piada que não podemos compreender, somente seguir em frente.

Sinto sua dor e lamento este golpe. Se desejar desistir, entenderei, mas tente ser forte de verdade, você está sozinho nesta e ninguém virá dos céus, como nunca veio e nada pode ser diferente.

Dizem que a fé seria sua única ferramenta para se reerguer e continuar. Pois é! Saiba que ela foi seu único apoio.

Tenha um bom fim, velho carpinteiro!”

 

 

Anúncios