Hoje, estou particularmente um cú e se não quiser ler este texto, vou entender. Melhor! Vou te apoiar!!!

Não sou homem de grandes regras, indignações e repugnâncias! Não mesmo!

Não acho estranho as diferenças de nenhuma espécie, desde que as pessoas envolvidas sejam felizes.

Me preocupo muito mais com o preconceito alheio do que as pessoas alvos deste preconceito.

Pessoas envoltas pelo manto da “verdade” são capazes de atrocidades terríveis. Prefiro evitá-las!

Não sou de levantar bandeiras e gritar aos quatro cantos sobre quais caminhos devemos trilhar!

– NÃO ABAIXO NADA! E isto, também, não é oficial, ou seja, não andarei por aí gritando coisa alguma!

Sinto que, estranhamente, deslizamos de um plano para o outro, em realidades próximas, porém com toques diferentes, mas isto é assunto para um próximo texto, onde revelarei um pouquinho mais das minhas observações malucas.kkk

Curto pessoas, uma de cada vez e, de preferência, longe de muvucas, alegrias exageradas e tristezas profundas, apenas pessoas num dia comum.

Por favor, evitem de me convidar para festas e coisas afins, não escuto direito e nestes ambientes, me sinto um idiota rindo pras pessoas sem entendê-las!

Falo, falo e falo, mas no final… nada disse! Creio que já passei deste tempo e me sinto um pouco idiota no final!

Curto conversas amigas, sinceras e com pouco barulho! E as melhores são os encontros por acaso, sem forçar!

Pois é, assim são as pessoas, com o tempo, a experiência e o excesso de informações, tiques, manias (assim como naquela música) e a chatices aumentam, proliferam e, as vezes, extrapolam!!!

Quando se é mais jovem, o que pra você é motivo de euforia, para os mais velhos é normal, legal… e até um pouco bobinho! Pode crer!

Confesso que as vezes me isolo, fico de longe e me calo. Não porque não tenha uma ótima opinião, mas exatamente por tê-la em excesso, porque quase sempre tenho, em quase todos os assuntos, por isso, prefiro me calar e ficar na minha!

Pessoas com opiniões demais, histórias demais, mente fértil pra porra, esbarram no perigo de serem chatas pra cacete, sem perceberem! Tanto que, ao invés de dar uma opinião, apenas faço cara de surpresa, escuto atentamente e em silêncio. Melhor assim.

Uma boa opinião pode soar de forma errada. Mesmo porque, quem quer ouvir papo de um cara que está entre velho demais pra algumas coisas e jovem demais pra se entregar?! Um bom ouvinte é algo raro por aí, melhor assim.

Principalmente, porque os sabichões de mais de 40 anos, correm o sério risco de não serem adequados, já que nem tudo é certo e preciso! Pois se fosse, não estava trabalhando feito um camelo, estaria no Hawaii numa casa à beira do mar!kkkk

Entenda que na minha vida você é bem-vindo, mas se não te curtir, não passa da página 2, pode crer!

Malandragem, maldade, malícia, discriminação, preconceito, fofoca, excesso de Deus e coisas do gênero não estão de acordo com minha vida, minha religião: Marcelo dos Últimos Dias, ou Marcelo é o Senhor!! Por favor, mantenha longe de mim suas bobagens.

Se parar pra te ouvir, acredite, serei seu ouvinte, mas se sentir uma “vibe” contraria a estas regras básicas, te direi na lata e, com certeza, não terá nova audiência, ou não será tão querido como da primeira vez! Saiba aproveitar minha presença, ou procure outro trouxa!

Sempre é bom lembrar que minha presença não é fundamental, nem animadora ou faz uma puta diferença. Se quiser me esquecer, eu entendo! Com certeza!

Existe uma forte tendência de que eu acabe sozinho!

Em minha mente, sou o cara mais chato do mundo, talvez por ter estas muitas opiniões e também por não curtir festas e muvucas.

Quem aguenta um cara assim?!

Enfim, já dei opiniões demais e tá ficando chato… fui!

 

 

Anúncios