Caminhando por lugares que fazem lembrar de você.

Seu sorriso encantador me dizia com calma que tudo iria ficar bem e que até na morte as coisas se ajeitam!

Puxei tão pouco a sua sabedoria e principalmente sua alma tranquila e querida.

Sou mais triste, agitado e enraivecido. Sou o que nem imaginava que seria um dia, esta é a verdade!

Luto para lembrar de seu rosto e de suas palavras, mas a memória não é o meu ponto mais forte. Teria feito tantas coisas melhores e mais bem feitas se conseguisse lembrar melhor das coisas.

Só um cara no meio de tantos outros. Tá lá, um fracassado entre tantos outros, num país ruim, de pessoas idiotizadas.

Quantos passos atrás e medos terríveis?! Não conte tanto comigo, já não sou mais aquele cara confiante de outros tempos.

Se foi aquelas coisas ruins que me cercam e correm no meu sangue que me fizeram tão covarde?! Creio que também!

Envelhecer tem grande culpa nisto, creio! Fora o próprio país que criaram para todos nós, feito pra se acovardar, andar devagar, pagar e pagar, sem tempo de ver as coisas boas e apreciar com calma.

Se parar, não terei tempo de ganhar dinheiro, morrerei de fome, de sede, de vergonha e tantas outras desgraças que cercam a minha imaginação diariamente.

Correr parece a resposta, mas não aquela saudável que emagrece e coloca o corpo em forma. Não! A corrida é a dos desesperados, miseráveis e famintos assim como eu!

Não tenho tempo de erguer a cabeça orgulhoso, nem comemorar pequenas vitórias e sorrir de lampejos de alegrias passageiras.

Tenho que correr, pra frente, pra frente, pra frente!

Se pedi socorro já não me lembro e nem sequer sei pra quem!

Quis evitar o cansaço, de perturbar e ser inconveniente.

Apesar de tudo sou bom homem.

Como de boca fechada, levanto para velhos, brinco com cães e paro pra pedestres.

Meu velho Chevrolet está vazando óleo!

Ele tem que parar e eu tenho que parar também!

Óleo e insulina!

Estamos ficando velhos de verdade. Será que na próxima parada a gente volta?!

O velho desgraçado do farol pulou a gente na fila da esmola. Não somos dignos!

Passou por mim e me deu uma picadinha, agora somos cúmplices desta merda toda!

Anúncios