Neandertal era homem primitivo! E ponto final.

E não é que era mesmo? Uma raça antiga, pequena, forte, mais truculenta e… extinta.

Como entender sua desaparição?

Preferiu sumir, ou foi ameaçado, atacado até ser extinto?

Coincidência, ou não, você sabe quem estava por lá nesta época? Não? Pois é, você não vai acreditar!

Uma dica: é alguém que se arrasta por aí até hoje, o bicho que incomoda todas as raças do planeta, que se adapta a condições arrasadoras, que tem dado muitos jeitinhos de sobreviver, provando que isto não é só coisa de brasileiros, e hoje são os caras!

Pois é! Tô falando de você, de mim… de todos nós!

O Neandertal não aguentou o tranco! Esse outro bicho, Homo Sapiens (E para a Dilma: Mulher Sapiens também (#quequeisso? :p) está aí até hoje… arrebentando tudo! Literalmente.

Nosso concorrente era muito perigoso para a nossa espécie, ainda bem que não rolou, diz aí!

Você está achando minhas palavras cruéis? Em termos práticos, podia ter sido a gente os extintos! E isto não te parece bem pior?

Ok! Apenas uma visão egoísta, um instinto estranho que bateu aqui, nada mais! :p

Por que sumiram? Ora, os caras não tinham como continuar. Diz aí… sem chance!

Pense bem, como continuar lado a lado com o tal do Homo Sapiens logo ali, armando um monte idéias, desenvolvendo sua massa encefálica a todo vapor?

Para você que está aí agora, todo pensativo, entenda: esta é a  nossa espécie. Somos assim, cruéis e não aceitamos concorrências! Não mesmo!

Sim! Me refiro a todas essas figuras que se amontoam, acotovelam-se e se esbarram em suas vidas diárias.

O Neandertal, aquela raça truculenta, violenta, forte e ameaçadora, não aguentou a gente! Ao invés de lutarem e encararem o povo inimigo, achou melhor fugir para as montanhas. E não estou me referindo aquele meme que rola por aí, isto rolou de verdade… eles fugiram para as montanhas! rsrs

Entendeu essa? Sabe aquele seu amigão, sua chefe, ocara da padaria, o motorista do carro ao lado? Sua vovozinha frágil e pequena?! Pois é, estes são da mesma raça dos que detonaram o Neandertal!

Povo truculento, que andava por aí, na deles, à procura de alimento, segurança e na batalha do dia a dia!

Amantes da natureza? Talvez! Mas, muito mais do que isso, com certeza sobreviventes da natureza, conhecedores de truques e manhas para que dela usufruíssem e continuassem vivos. Até que a gente chegou! Aí… ferrou tudo!

Foram 250 mil anos de lutas e histórias até chegar este novo povo. Imbuídos daquele mesmo espírito amistoso da Praça da Sé no horário do Rush, das cadeias de Maceió, das cuecas de propina, do trânsito de São Paulo, dos arrastões das areias nas praias do Rio de Janeiro, dos devoradores da Floresta Amazônica! Estes mesmos dotes e simpatias que tanto ouvimos falar.

Muitas eram suas provações, alem do próprio homem atual, e muitas também eram suas fontes de alimento, como não? Porém, seus recursos e inteligências não se comparavam com o que tínhamos em mãos. Éramos superiores.

Eles dominavam, até então, os outros animais com suas lanças e armas primitivas. Conseguiam se defender, atacar e se proteger. Vivendo do necessário, assim como na canção do Mogli, nada de excessos e destruições avassaladoras: Necessário, somente o necessário.

Não chegaram a conhecer a modernidade e os confortos da vida atual, coisa que não lhes fizeram falta, pois ali nasceram e ali morreram.

Tudo ia muito bem e nada lhes faltava, ou melhor, diante de nossa vida cheias de recursos, alimentos e proteção, pode até ser que há espaço para um julgamento incorreto e alguns venham me dizer que nada daquilo era propício e nem confortável. Pois é! Talvez não mesmo, tanto que foram extintos!

O que você esquece é que aquilo era a forma de se viver para aquela época e só os fortes, de verdade, seguravam o rojão.

Uns dos maiores responsáveis pelo fim de uma raça inteira, deve-se aos mesmos que estão hoje por aí, nos metrôs, ônibus, ruas asfaltadas, padarias, nos escritórios, em seus computadores e, até mesmo, lendo este meu texto! Este que de maluco não tem nada, já que é uma constatação! Sim! O Homo Sapiens… você, venceu!

Tá com dó do Neandertal? Ei! De que lado você está?!

Orgulhe-se de seus ancestrais, se não fossem a força, inteligência e persistência daqueles caras, nem estaríamos vivendo esta história toda!

Quanto aos nossos concorrentes, os Neandertais? Pois é! Perderam!

O segundo lugar não é um bom lugar! Lembre-se disso na próxima vez que for desafiado!

Ok! Apenas uma visão superficial, materialista, capitalista e sem vergonha? É! Só que, diz aí… faz todo o sentido, né não?! :p

Só pra constar, estamos apenas a 35 mil anos por aí, fica esperto e não pense tanto em correr para as montanhas! Encare, ou isto pode ser o seu fim e os da sua espécie!

Anúncios