Morram de bronca das minhas frases da Insônia:

Pedras preciosas que para mim de nada valem.

Minha amiga do peito. De preferência os dela.

Minha vida é um elevador de prédio comercial. Altos e baixos e sempre tem alguém descendo antes.

Minha vida é um elevador de prédio comercial. Muita gente e ninguém concorda com o nível: uns mais baixo e outros mais alto.

Minha vida é um elevador de prédio comercial. Para que eu quero descer!

O cachorro para no poste, levanta a perninha e mija! Estranho seria se ele levantasse as duas.

O cachorro para no poste, levanta a perninha e mija! Estranho seria se ele apontasse pra mim e desce uma piscadinha marota.

Encontro de amigo antigo é bom assim, na memória.

Reclamou porque eu tenho nojo de cabelo na comida. Podia ser pior, ter nojo da comida toda.

Reclamou porque eu tenho nojo de cabelo na comida. Podia ser pior, ter nojo do cabelo dela.

Amigo distante que convida pra rolê. Quando chama, só me encontra no rolê distante.

Hoje só tem uma coisa pra quem digo sim, os meus nãos.

Se o cunhado está com cara de cú, cuidado! Pode ser que o cú da relação seja você.

Na lei brasileira, o certo de quem atira é quem invade. Estranho é ainda não ter um imposto pra isso.

Taxi no Uber dos outros é sem refresco.

Mais vale um Uber na mão, do que dois taxis no ponto.

Em São Paulo tem tanto radar e multa, que o Delivery agora é mais lucrativo à pé.

Ontem o radar me pegou aos 60km enquanto fugia de um ladrão. O policial militar, atrás de uma árvore me deteve. Tentei explicar que meu skate tem um bom rolamento, mas não teve jeito… fiz o bafômetro!

 

Anúncios