Depois de um final de tarde alaranjado e ficar olhando as estrelas em uma noite destas, minha mente foi além…

Imaginava os milhares de planetas que poderiam, assim como a Terra, ter uma vida intensa e movimentada como a que temos aqui.

Carinhas andando, raciocinando e sentindo a vida à sua volta e estar, assim como eu, agradecido por esta oportunidade de estar vivo mais um dia.

Eu sei, o tema não é original e nem esta ideia de viver o presente, com um leve toque de finitude, o doce sabor da minha própria finitude e por isto a gratidão do momento, do agora!

Pesado?! Desculpe por isto! Não estrague esta sensação leve e feliz que você possa ter começado a sentir, com este meu papo de fim! Não é no fim que devemos nos concentrar, mas com os meios. Pois é, são muitos os meios com que lidamos nesta vida. Uma trajetória cheia de histórias. Uns com mais intensidade e outros um pouco mais amenas, mas todas cheias de sentimentos. Curta isso aí e, creia, é mais breve do que você imagina! Passa a infância, passa a juventude e arrasta-se a velhice. De repente… acabou! Por isso, aproveite mesmo, um dia tudo isso vai ser uma bela lembrança!

Talvez, lá do outro lado do universo exista um alguém pensando em muitos tópicos da vida que batem exatamente com os meus ou com as suas buscas.

As respostas para tantas questões são um mistério e ponto final. Ninguém as tem com precisão, mas bons palpites e até alguns poucos sinais de clareza acontecem. Uns com menos, outros com maiores que as que tem aí com você e é aí que o bicho pega!!!

Não é raro me ver entre aqui e ali nestas muitas dimensões que rolam soltas por aí. Parece papo furado?! Pois é, parece mesmo! Um bom e perturbado papo furado.

Acordar com umas paradas flutuando no quarto é estranho?! Com certeza! E creio até já ter falado sobre isso, mas como não é muito comum, as pessoas não falam sobre o assunto. Não é normal, eu sei… não é de bom tom. Porém, não é impossível, sou um dos que percebe estas coisas rolando soltas por aí, pode crer… tudo bem!

Falam por aí sobre o Salto! Salte quem quiser e quem tem coragem, determinação é fundamental. Quem deseja ir daqui pra lá sem escalas que faça a sua parte, que creia com todas as forças e que vá… e é isso aí! Te vejo lá, ou não!

Papo maluco, né não?! é isso mesmo, estranho assim. Mas, se acontecer com você… mantenha a calma! Pode ser que a gente se encontre por lá.

E lá longe, bem longe, em outro planeta tem um carinha olhando pra cá, nesta direção.

Talvez bem mais evoluído, inteligente e apto a entender esta maluquice que digo por aqui.

Ele olha para o céu e faz perguntas e questiona o universo, assim como o carinha daqui.

Observa as estrelas após um maravilhoso pôr do sol alaranjado, começo de noite violeta e enfim… noite de céu estrelado.

E lá de longe, um daqueles bilhões de brilhinhos, somos nós, nosso sistema solar.

Quem vê de lá, talvez nem imagine que naquele brilhinho estou eu o observando.

Seus olhos não sabem, assim como os meus, que nos vemos, nos procuramos e em paz, gratos por esta vida, por mais este dia maravilhoso, que temos um ao outro… amigos, ou talvez eu mesmo daqui uns bons zilhões de anos em uma outra experiência de vida.

Te captei primeiro bro!

Fique em paz irmão!

 

Anúncios