Creia em Deus, mesmo na pior das batalhas, no cenário mais desfavorável, repleto de injustiças e provas sem fim, porque ainda há de valer a pena!

Acredite, mesmo que a mente diga o contrário… te forçando a realidade do solitário pensamento ateu, porque é Ele o melhor de nós mesmos, o objetivo maior da humanidade… onde queremos chegar, até sem admitir.

Persista, mesmo que assim, se fazendo de durão e solitário… um cara esperto e rebelde. Continue O chamando, nem que apenas em seus desesperos terríveis, em suas quedas bruscas e no perigo extremo.

Acredite nesta parte mais humana de nós mesmos, aquela que, em algum momento, faz todo o sentido e que nos dá um conforto inexplicável.

Não queira para você a lógica e a frieza, nem credite à linda criação do Universo apenas as muitas explicações dos doutores e cientistas, pois até estes caem de joelhos quando a dor é implacável.

Cabe a nós a responsabilidade de enxergar o belo, questionar, nos encantar e apaixonar. Porém, como fazê-lo com a mente empobrecida e sem a perspectiva de um horizonte lindo, que só um Ser com tamanha capacidade criativa e Amor incomparável pode nos proporcionar?

Entre perdões, aceitações, belezas e um desejo imenso de estar em sintonia com este Ser poderoso e feito de Amor puro e incondicional é que conseguiremos superar os momentos difíceis e vislumbrar um caminho melhor.

Não veja minha admiração, carinho e respeito a esta Energia poderosa e de imensa criatividade, que uns chamam de Universo, Amor ou de Deus, como um aviso apocalíptico, ou como uma orientação a fim de impor alguma religião, cheio de verdades absolutas… pois não é! Não mesmo! Para todos os efeitos e diante de todas as religiões, que tive o prazer de conhecer, não passo, respeitosamente, de um perdido, um sem religião… até mesmo um pobre ateu! Já que não me enquadro em nenhuma delas… por vários motivos!

Creio que esta Energia surgiu do nada… ou sempre esteve, mas só agora A percebi! E sem pedir nada e nem me prometer coisa alguma está, de alguma forma, me mostrando tantas possibilidades diferentes, de uma maneira tão gentil e paciente que, enfim… A aceitei!!!

Poderia me justificar de milhares de maneiras para que este meu reconhecimento não fosse algo cafona, ou até me preocupar em elaborar um texto que causasse mais emoção do que vergonha. Porém, porque não deixá-lo assim… o mais simples e espontâneo possível?! Aí, também, cabe uma questão: será que saberia ser diferente, ou melhor do que isto?

Diante das muitas experiências que tive nestes últimos meses, só posso crer que, a beleza e a leveza da alma é algo que se busca e que não se ganha de mão beijada.

Sendo eu uma pessoa limitada em minha humanidade e desconhecedor completo de qualquer outra experiência, além da minha própria, apenas repasso, humildemente, o que percebo e, sendo assim, afirmo que há esperança, mesmo com a dor mais seca, a mágoa mais ardente, a cobiça mais envenenada, se houver Perdão, Fé e Amor!

Por isso, diante de minha fraca imagem religiosa e cheia de pecados possíveis… ainda assim, peço Perdão!!! Seja lá quem você seja! Perdão sim, pois é natural que em algum dia, as vezes por uma bobagem qualquer tenhamos nos desentendido e esquecido a mensagem principal deste texto… Creia em Deus!

Crer no sentido de aceitar. Aceitação com um sorriso no rosto, de coração aliviado e livre… por Deus, por você… por mim mesmo!

*Título: Creia em Deus! (ou apenas um pedido de perdão para uma pessoa de um sonho estranho?!)

Anúncios