Que Amor é este? Como entender?

Quando fala de Amor, imagina algo suave, um querer bem, um desejar a companhia, nem que por poucos minutos… pelo simples prazer de saber do outro!

Assim é o jeito que sabe se expressar! Mesmo que nem sempre sendo uma pessoa passiva e delicada, esta era sua forma de Amar… suave e despretensiosa!

Estar ao seu lado é estar encantado, pois seu trato com pessoas e seres, que não raramente o cerca, é uma emoção muito grande e no ponto certo!

Quando digo sobre os seres, como por exemplo: pássaros, cães e gatos… digo que eles o rodeiam, mas não me refiro daquele tipo de cerco que os animais têm aos seus donos ou pessoas que os protegem e alimentam, me refiro a um tratamento especial, algo tão diferenciado, que não tenho referências do tipo! Eles parecem compreender aquele Amor controlado. O respeitam como a alguém que deve ser querido, sem cobranças e exigências egoístas, que geralmente os próprios donos impõem à si e aos animaizinhos. Também, por isso, é que afirmo que o Amor que ele tem oferecido à humanidade é especial, algo que me fascina!

Como posso Amar assim? Como posso querer bem as pessoas de forma tão simples e verdadeira? Até perguntei para ele na vez em que estivemos juntos.

Ele me disse que enxerga as pessoas de uma maneira muito tranquila, porque treinou para isso! Não temos este costume, porque não estamos neste momento… ainda!

– Acorde de manhã e concentre-se! Determine a si mesmo ver nos olhos dos que estão passando por você, alguém querido! Imagine que Deus está ali dentro! Procure o Amor dentro das pessoas… assim, você encontrará a si mesmo e o Amor que procura!

Amor… despretensioso e suave?!!! Ainda tenho muito o que treinar!

Anúncios